Chá de erva-doce – Conheça seus benefícios

O chá de erva-doce é um remédio natural e comprovado no tratamento de problemas gastrointestinais, no combate a tosse e ao mau hálito e na prevenção de cólicas em bebês.

Tomar um chá de erva-doce garante também um sistema imunológico mais forte para impedir a ação de bactérias e vírus causadores de problemas respiratórios, como resfriado, tosse, bronquite e dores de garganta, por exemplo.

As propriedades do chá de erva-doce são ricas em algumas vitaminas e minerais muito importantes, os quais incluem vitaminas A, B e C, fibras, ferro, potássio, cobre, cálcio e zinco.

Tanto as sementes quanto as folhas da erva-doce possuem as seguintes propriedades:

  • Relaxante;
  • Antiespasmódica;
  • Diurética;
  • Anti-inflamatória;
  • Vermífuga;
  • Estimulante;
  • Antioxidantes;
  • Expectorante;
  • Carminativa;
  • Antimicrobiana;
  • Depurativa;
  • Emenagoga (aumenta a produção do leite materno);
  • Antirreumática.

Neste conteúdo vamos descobrir para que serve o chá de erva-doce, seus benefícios e efeitos colaterais. Acompanhe!

Veja também

Benefícios da erva-doce

A erva-doce (de nome científico Pimpinella Anisum) é oriunda do Mediterrâneo e é também conhecida como anis e funcho em algumas regiões. Seu aroma inconfundível é encontrado não só sob a forma de chá mas também em diversos produtos, como sabonete e cremes corporais.

Saiba quais os 7 principais benefícios do chá de erva-doce:

É remédio caseiro contra problemas respiratórios

Quem sofre de bronquite, asma, gripe, congestão nasal ou qualquer outro problema respiratório pode tomar o chá, pois ele tem ação expectorante, antimicrobiana e anti-inflamatória.

É uma excelente forma de prevenir resfriados também sem a necessidade de ingerir medicamentos de farmácia.

Chá de erva-doce
Imagem: Reprodução

Erva-doce baixa a pressão

O chá de erva-doce serve para baixar pressão arterial. As pessoas que sofrem de hipertensão, seja por hereditariedade ou abuso de alimentos gordurosos e cigarro, precisam buscar tratamento, pois pressão alta pode levar a AVC e a problemas cardiovasculares.

Graças ao potássio presente na erva e a combinação com o poderoso antioxidante da vitamina C, as gorduras ingeridas não se alojam nas artérias, sendo eliminadas mais facilmente.

Veja este chá:  Chá preto

Aliado da saúde da mulher

A ação antiespasmódica da erva-doce e a presença de fitoestrógenos contribuem para aliviar as cólicas menstruais, ajuda a regular o ciclo e o fluxo sanguíneo e evita as dores nas mamas durante o período.

Por controlar os níveis do hormônio estrógeno, a erva-doce é aliada para a mulher que já está na menopausa e sofre com os distúrbios típicos do problema, como ondas de calor.

É bom para os olhos

A saúde ocular também precisa de atenção, por isso, o chá de erva-doce é um ótimo remédio caseiro para os olhos, reduzindo a pressão intraocular, tratando o glaucoma e conjuntivites e promovendo a dilatação dos vasos sanguíneos.

Inchaços e dores oculares que podem ocorrer ao acordar pela manhã também podem ser tratados com uma compressa de erva-doce.

Reduz a ansiedade

A erva-doce também tem efeito calmante assim como a camomila. Tomar uma xícara de chá dessa planta reduz os sintomas da ansiedade, mesmo durante fortes crises, e promove uma sensação de calma.

Previne doenças neurológicas

Os antioxidantes presentes na erva-doce têm a função de combater os radicais livres, substâncias que, em excesso, aumentam a chance de envelhecimento precoce e predispõe a doenças, como Alzheimer e câncer.

Melhora o hálito

O mau hálito ou halitose pode ser causado por má higiene bucal, gengivite ou consumo de álcool e cigarro, portanto, evitar tais fatores é primordial para ter uma boa saúde oral.

Entretanto, é possível prevenir, por exemplo, o excesso de placa bacteriana na língua (saburra lingual), bastando consumir o chá de erva-doce ou mastigar as sementes. Infecções e inflamações na garganta também têm a erva como solução.

Chá de erva-doce emagrece?

Muitas pessoas procuram tomar chá para acalmar os ânimos, relaxar os músculos e ter uma vida mais saudável pelos benefícios já mencionados neste conteúdo, mas alguns estudos e depoimentos apontam que a erva-doce também serve para emagrecer.

Isso pode ser devido a ação diurética da planta e sua ajuda ao eliminar o inchaço abdominal causado por retenção de líquido, um dos fatores no ganho de peso.

A erva também atua na limpeza e relaxamento do sistema digestivo, garantindo maior absorção de nutrientes, fornecendo mais saciedade e menor ingestão de excesso de comida, o que ajuda a emagrecer.

Entretanto, o chá de erva-doce não faz milagres. É preciso aliar atividades físicas e boa alimentação, para garantir que as propriedades do chá farão efeito.

Efeitos colaterais da erva-doce

Os efeitos colaterais da erva-doce ocorrem apenas se houver excesso no consumo, dentre os quais estão alergias de pele (coceira ou fotodermatite), náuseas e vômitos.

Veja este chá:  Chá de gengibre

Doenças tratadas

A erva-doce é um remédio natural e comprovado contra a hipocloridria, uma doença causada pela baixa produção de ácido gástrico, substância importante do estômago que permite uma boa digestão.

O chá de erva-doce contém ácido málico, que ajuda a fornecer hidrogênio para a produção de acidez estomacal. Os sintomas da hipocloridria são queimação após ingerir comida, e o não tratamento pode levar a gastrite.

Receita do chá de erva-doce

O chá de erva-doce tanto pode ser encontrado na versão em sachês, bastando adicionar água quente, como pode ser feito através de folhas e sementes. Aprenda a preparar o chá e aproveitar os benefícios de sua planta:

Chá com folhas de erva-doce

Com 1 litro de água quente, acrescente 8 colheres de sopa de folhas da erva e deixe ferver por 30 segundos, com a panela coberta. Apague o fogo, espere 5 minutos e coe.

Chá com sementes da erva-doce

Misture 3 colheres de sopa em 1 litro de água quente (não deixa ferver). Após desligar o fogo, aguarde 5 minutos e, então, coe e beba o chá.

Também pode ser utilizado meia colher de sopa de sementes da erva-doce em 1 copo de água quente.

Grávida pode tomar chá de erva-doce?

Sim. O chá de erva-doce na gravidez ajuda a amenizar os enjoos matinais e acalmar os ânimos durante a gestação. Além disso, a erva-doce é capaz de aumentar a produção de leite materno graças a sua ação emenagoga.

A única contraindicação é em relação ao óleo de erva-doce tanto na gestação quanto na amamentação.

Chá de erva-doce funciona para cólica em bebê?

Um dos métodos tradicionais para ajudar a combater a cólica, os gases e os espasmos em bebês é tomar o chá de erva-doce durante a amamentação, pois as propriedades da erva passa do leite materno para o bebê.

A ação da planta alivia os sintomas gastrointestinais e ajuda também as crianças e os adultos a terem uma noite de sono mais tranquila, sem aquele desconforto causado pelos gases.

Portanto, o chá de erva-doce é um excelente aliado para diversos problemas de saúde, sendo um dos mais consumidos do mundo.

Porém, independente de ser um tratamento natural, é bom consultar um médico antes de tomar esse chá, principalmente em casos de suspeita de úlcera, diverticulite, refluxo ou em pacientes que estejam sendo medicados com suplementos de ferro.

Chá de erva-doce – Conheça seus benefícios
5 (100%) 5 votes

Check Also

Chá de manjericão

Chá de manjericão – Porque você deve consumir sempre

Veja tudo sobre o chá de manjericão que é muito saudável e todas as pessoas deveriam consumi-lo todos os dias. Clique aqui e veja os benefícios.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *